XV ENES - ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE SEDIMENTOS - 2022
 

 

HISTÓRICO

A Comissão de Engenharia de Sedimentos foi estabelecida no final da década de 80, tendo como motivação os problemas hidrossedimentológicos que já se faziam presentes em rios e reservatórios brasileiros e a necessidade de, no âmbito da ABRH, criar um grupo específico de técnicos e pesquisadores com interesse nas áreas de erosão, transporte e deposição de sedimentos. O grande mentor dessa Comissão foi o saudoso Professor Marc Pierre Bordas (IPH/UFRGS), responsável pelas suas primeiras reuniões em 1989.

Primeiros membros da Comissão:

  • Antônio Raimundo S. R. Coimbra - ELETRONORTE, Brasília, DF ;
  • Celso de Castro Filho - IAPAR, Londrina, PR;
  • Enise Valentini - COPPE/UFRJ, Rio de Janeiro, RJ;
  • Eurides de Oliveira - DNAEE, Brasília, DF;
  • Francisco Lombardi Neto - IAC, Campinas, SP;
  • Geraldo Wilson Júnior - UFOP, Ouro Preto, MG;
  • Jefferson Bandeira - CDTN/NUCLEBRÁS, Belo Horizonte, MG;
  • João Batista Dias de Paiva - UFSM, Santa Maria, RS;
  • Juvenal de Abreu e Silva Filho - CEMIG, Belo Horizonte, MG;
  • Marc Pierre Bordas - IPH/UFRGS, Porto Alegre, RS (de saudosa memória);
  • Maria Isabel Faria Gouveia - DAEE, São Paulo, SP;
  • Newton de Oliveira Carvalho - ELETROBRÁS, Rio de Janeiro, RJ;
  • Pedro Luiz de Freitas - EMBRAPA, Goiânia, GO;
  • Renato Maranhão Aires - UFMT, Cuiabá, MT (de saudosa memória);
  • Vajapeyan S. Srinivasan - UFPB, Campina Grande, PB;
  • Frederico Cláudio Peixinho - CPRM, Rio de Janeiro, RJ.

Entre as atividades desenvolvidas pela Comissão destaca-se a organização do Encontro Nacional de Engenharia de Sedimentos (ENES), que teve sua primeira edição realizada em 1991, totalizando 14 eventos ocorridos entre 1991 a 2020.

I ENES

Local: Ouro Preto, MG;
Data: 21 a 26 de outubro de 1991;
Coordenador: Dr. Geraldo Wilson Júnior (UFOP);
Nº trabalhos: 31;
Nº participantes: 100;

Temas:

  • Identificação e hierarquização dos riscos sedimentológicos;
  • Bacias de estudo e de pesquisa sobre a erosão e sedimentação;
  • Bases de dados sedimentológicos;
  • Recursos técnicos e humanos;
  • Problemas de mineração no Estado de Minas Gerais.

II ENES

Local: Rio de Janeiro, RJ;
Data: 24 a 27 de setembro de 1996;
Coordenador: Dr. Newton de Oliveira Carvalho (Eletrobrás);
Vice-Coordenador: Dr. Geraldo Wilson Júnior (UFOP);
Nº trabalhos: 36;
Nº participantes: 149;

Temas:

  • Produção de sedimentos em bacias fluviais;
  • Respostas sistêmicas da bacia e do escoamento;
  • Produção de sedimentos na Região Costeira;
  • Consequências da produção de sedimentos.

III ENES

Local: Belo Horizonte, MG;
Data: 21 a 25 de setembro de 1998;
Coordenador: Dr. Geraldo Wilson Júnior (COPPE/UFRJ);
Nº trabalhos: 40;
Nº participantes: 100;

Temas:

  • Produção de sedimentos em ambientes fluvial, estuarino e marinho;
  • Processos sedimentológicos e morfológicos;
  • Deposição de sedimentos em reservatórios e erosão a jusante;
  • Redução da produção de sedimentos e recuperação de áreas degradadas;
  • Pesquisa e desenvolvimento em sedimentologia;
  • Técnicas hidrossedimentométricas.

IV ENES

Local: Santa Maria, RS;
Data: 27 de novembro a 02 de dezembro de 2000;
Coordenador: Dr. João Batista Dias de Paiva (UFSM);
Nº trabalhos: 40;
Nº participantes: 100;

Temas:

  • Quantificação e/ou qualificação dos sedimentos produzidos em bacias hidrográficas;
  • Quantificação e/ou qualificação dos sedimentos em ambientes fluviais e marinhos;
  • Mecanismo de desassoreamento e assoreamento de reservatórios e erosão;
  • Técnicas de conservação de solos visando a redução da produção de sedimentos;
  • Sedimento e desenvolvimento econômico sustentável.

V ENES

Local: São Paulo, SP;
Data: 25 a 29 de novembro de 2002;
Coordenador: Dr. Carlos Lloret Ramos (PUC-SP);
Nº trabalhos: 48;
Nº participantes:100;

Temas:

  • Produção de sedimentos;
  • Processos sedimentológicos e morfológicos fluviais e costeiros;
  • Assoreamento em reservatórios;
  • Pesquisas e desenvolvimento em sedimentologia;
  • Técnicas de hidrossedimentometria;
  • Aspectos qualitativos dos sedimentos.

VI ENES

Local: Vitória, ES;
Data: 06 a 10 de dezembro de 2004;
Coordenador: Dr. Edmilson Costa Teixeira (UFES);
Nº trabalhos: 57;
Nº participantes: 100;

Temas:

  • Produção de sedimentos;
  • Assoreamento de reservatório;
  • Caracterização de sedimentos;
  • Transporte de sedimentos;
  • Erodibilidade / Erosão de solos;
  • Técnicas de monitoramento e de análise de sedimentos;
  • Transporte de sedimentos e assoreamento de reservatórios;
  • Morfologia fluvial;
  • Sedimentologia costeira.

VII ENES

Local: Porto Alegre, RS;
Data: 20 a 24 de novembro de 2006;
Coordenador: Dr. Gustavo Henrique Merten (IPH/UFRGS);
Nº trabalhos: 61;
Nº participantes: 100;

Temas:

  • Processos de mobilização de sedimentos;
  • Medição e caracterização de sedimentos;
  • Processos deposicionais em diferentes ambientes;
  • Produção de sedimentos;
  • Modelagem matemática dos processos erosivos;
  • Fluxos gravitacionais de sedimentos e seus depósitos;
  • Processo de transporte e de transferência de sedimentos;
  • Ecossistemas aquáticos: papel dos sedimentos.

VIII ENES

Local: Campo Grande, MS;
Data: 02 a 08 de novembro de 2008;
Coordenador: Dr. Carlos Nobuyoshi Ide (UFMS);
Vice-coordenador: Jorge Enoch Furquim Werneck Lima (Embrapa);
Nº trabalhos: 55;
Nº participantes: 141;

Temas:

  • Impactos ambientais, sociais e econômicos da erosão e sedimentação;
  • Técnicas em hidrossedimentometria;
  • Dinâmica dos sedimentos em rios, lagos e ambientes estuarinos;
  • Modelagem de processos erosivos e hidrossedimentológicos;
  • Impactos antrópicos na produção de sedimentos;
  • Sedimentos e qualidade da água;
  • Mitigação de problemas erosivos e hidrossedimentológicos.

IX ENES

Local: Brasília, DF;
Data: 25 a 29 de outubro de 2010;
Coordenador: Dr. Jorge Enoch Furquim Werneck Lima (Embrapa);
Vice-coordenador: Dr. Henrique Marinho Leite Chaves (UnB);
Nº trabalhos: 63;
Nº participantes: 130;

Temas:

  • Busca de soluções para problemas de erosão e assoreamento (tema central);
  • Controle da erosão;
  • Técnicas hidrossedimentométricas;
  • Fluxo de sedimentos em bacias hidrográficas;
  • Assoreamento de reservatórios;
  • Modelagem hidrossedimentológica;
  • Sedimentos e qualidade das águas;
  • Impactos sociais e econômicos e ambientais da erosão e da sedimentação.

X ENES

Local: Foz do Iguaçu, PR;
Data: 03 a 07 de dezembro de 2012;
Coordenador: Dr. Cristiano Poleto (UTFPR);
Vice-coordenador: Dr. Adelmo Lowe Pletsch (UTFPR);
Vice-coordenador: Dr. Eloy Lemos de Mello (Unioeste);
Nº trabalhos: 144;
Nº participantes: 214;

Temas:

  • Transporte de sedimentos e assoreamento de reservatórios (tema central);
  • Modelagem hidrossedimentológica;
  • Processos sedimentológicos e morfológicos fluviais e costeiros;
  • Redução da produção de sedimentos e recuperação de áreas degradadas;
  • Técnicas de monitoramento e de análise de sedimentos;
  • Qualidade das águas: o papel dos sedimentos;
  • Ecossistemas aquáticos: influência dos sedimentos;
  • Erosão e sedimentação em bacias hidrográficas: Impactos sociais, econômicos e ambientais.

XI ENES

Local: João Pessoa, PB;
Data: 01 a 05 de dezembro de 2014;
Coordenador: Dr. Celso Augusto Guimarães Santos (UFPB);
Vice-coordenador: Dr. Richarde Marques da Silva (UFPB);
Nº trabalhos: 82;
Nº participantes: 137;

Temas:

  • Impactos das mudanças climáticas sobre os processos de erosão (Tema Central); 
  • Os processos de desertificação e sua remedição; 
  • Mudanças no uso do solo e aplicações de modelos hidrossedimentológicos;
  • Parametrização dos modelos hidrossedimentológicos;
  • Redes sedimentométricas e criação de banco de dados;
  • Bacias experimentais;
  • Medição de carga de sedimentos nos rios: os desafios;
  • Risco e desastres relacionados a sedimentos;
  • Erosão Costeira.

XII ENES

Local: Porto Velho, RO;
Data: 28 de novembro a 02 de dezembro de 2016;
Coordenador: Dr. Henrique Bernini (FARO/UnB);
Vice-coordenador: Dra. Ana Cristina Santos Correa Strava (SIPAM/CR-PV);
Nº trabalhos: 74;
Nº participantes: 128;

Temas:

  • Amazônia: A nova fronteira MAZÔNIA: A nova fronteira para geração de energia e seus impactos sobre a descarga sólida dos rios (Tema Central); 
  • Qualidade da água e geoquímica de sedimentos; 
  • Novas técnicas e tecnologias para medição de descarga sólida;
  • Processos sedimentológicos morfológicos fluviais e costeiros;
  • Modelagem hidrossedimentológica: aplicação, métodos e técnicas;
  • Agricultura, erosão e recuperação de áreas degradadas;
  • Assoreamento e controle de sedimentos em rios com barragens;
  • Risco e desastres relacionados a sedimentos.

XIII ENES

Local: Vitória, ES;
Data: 24 a 28 de setembro de 2018;
Coordenador: Dr. Diogo Costa Buarque (DEA/UFES);
Vice-coordenador: Dr. Edmilson Texeira (DEA UFES);
Nº trabalhos: 106;
Nº participantes: 132;

Temas:

  • Hidrossedimentologia no contexto Nexo (Tema Central); 
  • Mudanças climáticas e os processos de erosão;
  • Modelagem hidrossedimentológica;
  • Qualidade da água e geoquímica de sedimentos;
  • Riscos e desastres relacionados aos sedimentos;
  • Impacto dos sedimentos no meio urbano;
  • Assoreamento e controle de sedimentos em rios e reservatórios;
  • Processos hidrossedimentológicos e morfolóficos fluviais e costeiros;
  • Transporte de sedimentos;
  • Medição de descarga sólida: técnicas e tecnologias;
  • Sensoriamento remoto e erosão;
  • Agricultura, erosão e desenvolvimento sustentável.

XIV ENES

Local: Campinas, SP;
Data: 09 a 12 de novembro de 2020;
Coordenador: Dr. André L. Sotero S. Martim (FEC/Unicamp);
Vice-coordenador: Dr. Cristiano Poleto (IPH/UFRGS);
Nº trabalhos: 67;
Nº participantes: 137;

Temas:

  • Processos hidrossedimetológicos e morfológicos em bacias hidrográficas;
  • Processos hidrossedimentolóicos e morfológicos em ambientes costeiros;
  • Agricultura, desmatamento e desenvolvimento sustentável;
  • Controle de sedimentos em rios e reservatórios;
  • A relevância das mudanças climáticas em Engenharia de Sedimentos;
  • Riscos e desastres relacionados aos sedimentos;
  • Qualidade da água e geoquímica de sedimentos;
  • Impacto dos sedimentos no meio urbano;
  • Medições do movimento de sedimentos: Metologias e Técnicas;
  • Sensoriamento Remoto: Erosão e Assoreamento;
  • Modelagem hidrossedimentológica.

 

Clique para ampliar...

Clique para ampliar...

Clique para ampliar

 

 

 

 
Associação Brasileira de Recursos Hídricos
Desenvolvido por Pierin.com