Dentre os diversos tipos de desastres naturais, os mais recorrentes são os hidrológicos, tais como inundações e movimentos de massa úmida.

O número de ocorrências de desastres naturais no mundo tem aumentado nos últimos anos, superando os registros do século passado, de acordo com o Banco de Dados do Centro para Pesquisa em Epidemiologia de Desastres (CRED) do País. Dentre os diversos tipos de desastres naturais, os mais recorrentes são os hidrológicos, tais como inundações e movimentos de massa úmida, seguido pelos meteorológicos, como os vendavais e as tempestades tropicais. No Brasil, os desastres hidrológicos, meteorológicos e climatológicos são os que mais afetam as pessoas, segundo dados do Atlas e dos Anuários Brasileiro de Desastres Naturais.

A Comissão Técnica de Desastres da Associação Brasileira de Recursos Hídricos foi criada durante o SBRH de 2017 para atuar neste campo com as seguintes atividades: demonstrar a importância do tema Recursos Hídricos dentro da gestão de risco de desastres; incentivar o desenvolvimento de trabalhos e projetos na área; desenvolver material didático (livros, palestras, cursos) e promover em anos intercalados com o SBRH o Encontro Nacional de Gestão de Risco de Desastres da ABRhidro.