Publicações

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 6 - Nº. 3 - JUL/SET - 2001
ARTIGO
Incertezas nas Estimativas da Vazão Regularizada por um Reservatório
Resumo:
As incertezas inerentes ao comportamento aleatório das vazões naturais consistem em uma das maiores dificuldades com que o processo de alocação de águas se defronta. Tais incertezas não podem ser reduzidas, mas podem ser estudadas através de metodologias apropriadas, agregando informação valiosa ao planejamento de recursos hídricos. Entendendo que o estudo das incertezas é etapa fundamental para o gerenciamento dos riscos no processo de outorga, o presente trabalho analisa, fazendo uso de ferramentas da hidrologia estocástica, os efeitos do volume inicial,
da variabilidade das vazões naturais, da capacidade de armazenamento e do nível de garantia nas estimativas das vazões regularizadas por um reservatório isolado. A análise abrange desde variabilidades características de rios de climas temperados (CV = 0,2) até àquelas inerentes a rios do Semi-Árido (CV = 1,6). Como estudo de caso é utilizado o Açude Caxitoré, localizado no SemiÁrido
cearense; a validade do trabalho, no entanto, não se restringe unicamente ao local citado, uma vez que buscou-se
o caráter geral ao adotar-se diferentes valores de capacidades para o reservatório e diferentes distribuições temporais dos influxos, estas últimas refletidas pelos diferentes coeficientes de variação assumidos para as vazões anuais, conservadas a média e a distribuição de probabilidades Observa-se que reservatórios com influxos de alta variabilidade são muito sensíveis às condições iniciais assumidas na simulação. 
Palavras-chave: incerteza; regularização; reservatório. 

 

 

182 visualizações   84 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014