Publicações

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 8 - Nº. 2 - ABR/JUN - 2003
ARTIGO
Diagnóstico e Prognóstico da Ocupação e da Impermeabilização Urbanas
Resumo:
Nesta pesquisa levantaram-se e avaliaram-se parâmetros de urbanização intimamente relacionados aos do sistema de drenagem para o controle de enchentes. O objeto de estudo foi São Carlos, SP, cidade de médio porte, com aproximadamente 170.000 hab. Acessaram-se mapas aerofotogramétricos de 1970, 1978, 1988 e 1998, realizaram-se visitas de campo, foram obtidos dados do IBGE e da Prefeitura de São Carlos. Tais informações foram introduzidas em bancos de dados e analisadas por meio de SIG e estatística descritiva, o que possibilitou a caracterização da superfície urbana. Para isto usaram-se os parâmetros: taxa de ocupação (TO), taxa de ocupação e impermeabilização (TOI), este introduzido para atender às necessidades de caracterização principalmente hidrológica, coeficiente de aproveitamento (CA), densidade populacional, uso do solo e área permeável. A metodologia e sua aplicação permitem a confecção do diagnóstico e prognóstico do desenvolvimento urbano visando os planejamentos urbano e de drenagem, por meio de alguns dos parâmetros citados. Especificamente, trata-se neste artigo, da ocupação das áreas livres dos lotes, da relação entre TOI e densidade populacional, da TOI e TO e de outras análises. Verificou-se que a impermeabilização, numa cidade de médio porte, pode apresentar altos valores mesmo para baixas densidades populacionais. A impermeabilização pode elevar-se em mais de 60% devido à ?cimentação? de áreas não construídas do lote. 
Palavras-chave: urbanização; sistema de drenagem; enchentes. 

 

 

504 visualizações   257 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014