Publicações

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 8 - Nº. 3 - JUL/SET - 2003
ARTIGO
A Ação do Vento como Gestor da Hidrodinâmica na Lagoa Itapeva (Litoral Norte do Rio Grande do Sul-Brasil)
Resumo:
A hipótese básica de que o vento age como fator principal determinante da hidrodinâmica da Lagoa Itapeva foi testada neste trabalho. Para tanto, uma caracterização temporal (diária e sazonal) foi efetuada para as variáveis meteorológicas e hidrológicas. A direção predominante dos ventos na região foi entre os quadrantes NNE-ENE e SW-W. O fetch efetivo calculado em função das direções predominantes de ventos sazonalmente possibilitou a compreensão dos padrões hidrodinâmicos espaciais e temporais na Lagoa Itapeva. O nível d?água respondeu à ação do vento de forma bastante direta, ocorrendo um deslocamento da massa d?água no sentido deste. A velocidade do deslocamento d?água foi a variável hidrológica mais dependente das combinações entre velocidade e direção do vento, agindo de forma distinta entre os pontos na lagoa sazonalmente. Padrões entre velocidade do vento e velocidade d?água puderam ser constatados. A análise de variância (ANOVA) evidenciou que, numa escala temporal, o efeito do dia foi muito mais significativo no comportamento hidrodinâmico do que o efeito da hora. Em escala espacial, existiu uma variância significativa horizontalmente. O comportamento hidrodinâmico da Lagoa Itapeva ficou bem retratado, onde o ponto Centro realmente foi delimitado por um espaço físico de transição entre os extremos, com comportamentos ora semelhantes ao ponto Sul e ora, ao ponto Norte. 
Palavras-chave: Hidrodinâmica, Lagoa Itapeva; 

 

 

84 visualizações   21 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014