Publicações
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 12 - Nº. 3 - JUL/SET - 2007
ARTIGO
A Importância do Estudo da Capacidade Natatória de Peixes para a Conservação de Ambientes Aquáticos Neotropicais
Resumo:
Os ecossistemas aquáticos do mundo vêm sofrendo acentuada intervenção antrópica e, conseqüentemente, várias espécies de peixes têm apresentado reduções em suas populações, principalmente as que apresentam comportamento migratório. Para minimizar os problemas ambientais decorrentes dessas intervenções, vêm sendo propostas soluções de engenharia, como revitalização de cursos d’água, passagens para peixes e manejo de vazão ecológica. No entanto, para que estas soluções sejam realmente eficazes, é necessário que as mesmas levem em conta as características específicas da fauna local. No caso dos peixes, a capacidade natatória é um dos fatores norteadores no processo de recuperação ambiental de um ecossistema aquático. Entretanto, na América Latina, as únicas informações disponíveis até bem pouco tempo se limitavam em observações qualitativas da velocidade natatória de nossas espécies. Desta maneira, iniciou-se no Centro de Pesquisas Hidráulicas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) a primeira experiência nacional de levantamento da capacidade natatória de uma espécie nativa, baseada nos processos experimentais descritos na literatura. O presente artigo tem como objetivo mostrar a evolução dos métodos de medição da capacidade natatória, a experiência brasileira nesta área e a importância da aplicação dos dados obtidos nas soluções ambientais.  
Palavras-chave: capacidade natatória, mecanismos de transposição, revitalização de cursos d’água e vazão ecológica. 

 

 

58 visualizações   25 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014