Publicações
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 19 - Nº. 2 - ABR/JUN - 2014
ARTIGO
Análise de Métodos para Estimativa das Vazões da Bacia do Rio Paraopeba
Resumo:
Considerando as diversas metodologias de estimativa de vazões e visando fornecer subsídios para escolha de um método para o cálculo das vazões na bacia do rio Paraopeba, o presente estudo teve por objetivo analisar métodos para estimativa da vazão mínima com sete dias de duração e período de retorno de dez anos (Q7,10) e da vazão média de longa duração (Qmld). Foram obtidos, a partir da análise das séries históricas de vazões, os valores da Q7,10 e da Qmld, para 15 estações fluviométricas da bacia do rio Paraopeba. Para cada uma das estações foram calculados os valores da Q7,10 e Qmld considerando o estudo Deflúvios Superficiais no Estado de Minas Gerais e os métodos de regionalização de vazões Tradicional, Proporcionalidade de vazões e Conservação de massas. De posse dos valores observados e estimados da Q7,10 e Qmld, foi avaliada a precisão das metodologias por meio da aplicação do erro relativo, erro relativo médio e coeficiente de eficiência ajustado.
Na análise dos resultados verificou-se que os maiores erros nas estimativas das vazões ocorreram nas regiões de cabeceira. Observou-se, ainda, que entre os métodos de regionalização utilizados no estudo, o método Tradicional é o que permite melhor estimativa dos valores de Q7,10 e Qmld para a bacia do rio Paraopeba. 
Palavras-chave: disponibilidade hídrica, outorga, gestão de recursos hídricos 

 

 

902 visualizações   422 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014