Publicações
Clique para ampliar...
REGA - Revista de Gestão de Água da América Latina - ISSN 2359-1919
VOLUME. 5 - Nº. 1 - JAN/JUN - 2008
ARTIGO
Proteção e qualidade dos recursos hídricos brasileiros: contribuições da diretiva européia para a água
Resumo:
As novas diretivas européias para a água possuem elementos como a proteção ambiental, desregulamentação e subsidiariedade. Com o objetivo de atingir até 2015, em todas as massas de água, um ?bom status ecológico?, as diretivas funcionam em cinco diferentes classes ecológicas, avaliadas pelo uso de uma ampla disposição de variáveis bióticas. No Brasil, a Resolução 357/05, do Conselho Nacional do Meio Ambiente, dispõe sobre a classificação e as diretrizes ambientais para o enquadramento dos corpos de água superficiais, e estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes. No entanto, embora possua a referência ao equilíbrio ecológico aquático, não leva em consideração a dimensão ecológica dos corpos hídricos, aproveitando tão-somente os parâmetros físicoquímicos e bacteriológicos. Neste trabalho foi analisado o sistema de diretivas européias para a água, a fase atual de aplicação em alguns países da União Européia, a classificação e diretrizes ambientais para o enquadramento dos corpos de água superficiais no Brasil. É verificada a possibilidade de considerar, no plano jurídico e na efetiva aplicação em nossa realidade, as diretivas européias para a água, especialmente a dimensão ecológica dos recursos hídricos, ou seja, a qualidade ecológica esperada na ausência de influência humana.  
Palavras-chave: diretivas européias, dimensão ecológica, recursos hídricos. 

 

 

78 visualizações   47 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014