Publicações
REGA - Revista de Gestão de Água da América Latina - ISSN 2359-1919
VOLUME. 17 - JAN/DEZ - 2020
ARTIGO
Aplicação de ferramentas de avaliação de risco à saúde humana em águas subterrâneas contaminadas com organoclorados
Resumo:
A avaliação de risco à saúde humana é uma importante etapa do gerenciamento de áreas contaminadas e visa reduzir custos da remediação. Atualmente, não há estabelecida em âmbito nacional uma ferramenta específica para a determinação dos riscos causados pela exposição a contaminantes e das metas para a fase de intervenção. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi determinar se há uma diferença objetiva no resultado de uma avaliação ao aplicar uma ferramenta em detrimento a outra. Foram avaliadas as Planilhas da CETESB e o software RISC5. Além disso, também buscou-se identificar as possíveis especificidades no uso de cada instrumento ao longo do desenvolvimento da avaliação a fim de majorar o conhecimento sobre cada sistema. Para tanto, foram realizadas simulações de avaliações de risco aplicando dados reais de um terreno onde o aquífero está contaminado com compostos organoclorados. Este estudo concluiu que as versões mais atuais das ferramentas disponibilizam uma gama diferente de cenários de exposição, modelos matemáticos, informações toxicológicas e ainda possuem diferentes níveis de flexibilidade para inserção de dados personalizados. Por fim, verificou-se que conforme o modelo conceitual da área e substâncias de interesse objetos de avaliação de risco à saúde humana, a escolha de determinada ferramenta pode influenciar no resultado final da avaliação, inclusive nas etapas seguintes do gerenciamento de áreas contaminadas. 
Palavras-chave: Análise de Risco à Saúde Humana, Aquífero Livre, Inalação de Vapores, Tetracloroetileno, Tricloroetileno, brownfield 

 

 

Application of human health risk assessment tools to groundwater contaminated with organochlorines
Abstract:
Human health risk assessment is an important step in the management of contaminated areas (brownfields) and aims to reduce remediation costs. Currently, there is no mandatory tool to be used for determining the risks caused by exposure to contaminants and target concentrations for the intervention phase. In this context, the aim of this study was to determine if there is an objective difference in the outcome of a risk assessment study by applying one tool over another. The CETESB Spreadsheets and the software RISC5 were evaluated. In order to increase knowledge about each system, in addition, this study also sought to identify possible specificities in the use of each instrument throughout the development of the risk assessment. The methodology involved simulations of a risk assessment with the application of real data from a land where the aquifer is contaminated with organochlorine compounds. This study concluded that the most current versions of the tools provide a different range of exposure scenarios, mathematical models, toxicological information and even have different levels of flexibility for custom data entry. Finally, it was found that according to the conceptual model of the area and substances of interest that are objects of a human health risk assessment study, the choice of a particular tool can influence the final outcome of the evaluation, including the following stages of the management of brownfields. 
Keywords: Human Health Risk Assessment, Unconfined Aquifer, Vapors Inhalation, Tetrachloroethylene, trichloroethylene, brownfield 

 

 

30 visualizações   13 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014