Publicações
REGA - Revista de Gestão de Água da América Latina - ISSN 2359-1919
VOLUME. 17 - JAN/DEZ - 2020
ARTICLE
The water and disease relationship: the role of sociocultural and infrastructure aspects in public health in Pão de Açucar, Alagoas
Abstract:
The Northeast region of Brazil faces challenges in terms of access to water for its population, even in riverside regions. This work sought to explore not only the relationship between water quality and water supply, but an integrated analysis of the conditions of access to water for different purposes, involving environmental, water quality, socio-cultural and infrastructure aspects. To this end, a case study was carried out in the city of Pão de Açúcar/AL, a city on the banks of the São Francisco River, over 8 months, where macroscopic environmental parameters, the quality of the river water and the public supply system were analyzed, and an epidemiological survey was conducted. Afterwards, a discussion was undertaken on the conditions of access to water in the field of public health, exploring the importance of socio-cultural and infrastructure aspects. The data showed that although the quality of the river water meets the standards of balneability and the human supply water meets the organoleptic standards of potability, there is a high incidence of diarrhea, suggesting that this incidence is more related to socio-cultural aspects (hygiene habits) than to the paradigm of the simple relationship between water and health. 
Keywords: São Francisco River; Water Quality, Water Diseases 

 

 

Relação água e doença: a importância dos aspectos socioculturais e de infraestrutura na saúde pública em Pão de Açucar, Alagoas
Resumo:
A região Nordeste do Brasil enfrenta desafios quanto ao acesso à água para sua população, mesmo em regiões ribeirinhas. Este trabalho buscou explorar não só relacionar a qualidade da água com doenção hídricas, mas uma análise integrada das condições de acesso à água para diferentes fins, envolvendo aspectos ambientais, de qualidade da água, socioculturais, de infraestrutura. Para isso, foi feito um estudo de caso na cidade de Pão de Açúcar/AL, uma cidade as margens do rio São Francisco, ao longo de 8 meses, onde se analisou parâmetros ambientais macroscópicos, a qualidade da água do rio e do sistema de abastecimento público, e foi feito um levantamento epidemiológico. Em seguida, empreendeu-se uma discussão sobre as condições de acesso a água no âmbito da saúde pública, explorando a importância de aspectos socioculturais e de infraestrutura. Os dados mostraram que embora a qualidade da água do rio atenda aos padrões de balneabilidade e as águas de abastecimento humano atendam aos padrões organolépticos de potabilidade, existe grande incidência de diarreias, sugerindo que essa incidência está mais relacionada aos aspectos socioculturais (hábitos de higiene) que ao paradigma da simples relação água e saúde. 
Palavras-chave: Rio São Francisco; Qualidade da Água, Doenças Hídricas 

 

 

145 visualizações   102 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014