Publicações
REGA - Revista de Gestão de Água da América Latina - ISSN 2359-1919
VOLUME. 11 - Nº. 1 - JAN/JUN - 2014
ARTIGO
Uso de modelo hidrossedimentológico para simulação de cenários de uso da terra na microbacia Ribeirão Gustavo, Santa Catarina
Resumo:
A modelagem hidrológica tem ganhado espaço ao longo dos últimos anos como ferramenta de estudos ambientais, possibilitando a simulação de cenários antes mesmo que estes ocorram. A partir disso, o objetivo deste estudo foi utilizar o modelo SWAT (Soil and Water Assessment Tool) para a simulação do regime hidrossedimentológico na microbacia Ribeirão Gustavo, Santa Catarina, a fim de identificar alterações na descarga líquida e na perda de solo (PS) em função de mudanças no uso e ocupação das terras. Foram utilizados dados representativos do clima, solos, relevo e vegetação para caracterizar a área de estudo. Além disso, com base nos dados de solos, foi determinada, como valor de referência, a tolerância à perda de solo (TPS) para os diferentes solos da microbacia. Após a calibração e validação do SWAT, foram simulados alguns cenários nos quais a descarga líquida média anual não apresentou diferença significativa. Entretanto, foi possível identificar mudanças no regime hidrológico mensal, principalmente, nos extremos da curva de permanência. A PS reduziu na medida em que o uso atual foi substituído por florestas em estágio avançado de regeneração. Nos cenários uso atual (1) e uso atual + código floresta (2), as sub-bacia 6 e 7 apresentaram valor de PS>TPS. Esses resultados indicam que a reconstituição da mata ciliar não foi suficiente para solucionar os problemas de erosão hídrica na bacia, sugerindo que outras medidas conservacionistas sejam adotadas para garantir a conservação destes solos. Somente para o cenário sem uso agrícolatodas as sub-bacias apresentaram PS 
Palavras-chave: SWAT, erosão hídrica, tolerância de perda de solos 

 

 

Uso de modelo hidrossedimentológico para simulação de cenários de uso da terra na microbacia Ribeirão Gustavo, Santa Catarina
Abstract:
Hydrological modeling has gained space in the last few years as a tool in environmental studies, allowing the simulation of scenarios before they occur. The intention of this study was to use the SWAT (Soil Water Assessement Tool) model to simulate the hydrosedimentological behavior in the Ribeirão Gustavo watershed, in Santa Catarina and identify the change in flow (Q) and soil loss (SL) in relation to changes in land management. Representative data for weather, soil, topography and vegetation were used to qualify the area of study. Using the soil data as a reference value, the soil loss tolerance (SLT) to the different types of soils in the basin was determined. After the calibration and validation of SWAT, some scenarios were validated but the mean annual flow did not present a significant difference between the scenarios evaluated. However, it was possible to identify changes in the monthly hydrologic regime, especially at the extremes of the permanence curve. Soil loss diminished as the current use was replaced by the inclusion of forests in an advanced stage of regeneration. In the first and second scenarios sub-basins number 6 and 7 presented soil loss above the SLT. These results suggest that restoration of riparian vegetation was insufficient to solve the problems of water erosion in the basin. In these cases, other conservation measures are taken to ensure the conservation of these soils. 
Keywords: SWAT, hydric erosion, soil loss tolerance 

 

 

110 visualizações   61 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014