Publicações
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 18 - Nº. 2 - ABR/JUN - 2013
ARTIGO
Análise Qualitativa de Poluentes na Água das Chuvas em Lavras - MG
Resumo:
O objetivo deste trabalho foi avaliar a dinâmica de poluentes na água das chuvas, e o aporte de nutrientes proveniente da chuva em Lavras-MG durante o ano hidrológico 2010/2011. Quarenta e uma amostras de água de chuva foram coletadas entre os meses de setembro de 2010 e agosto de 2011. Foram instalados dois coletores (funil de polietileno com 0,20m de diâmetro, fixado a 3 m do solo e acoplado a um recipiente de polietileno com capacidade de 10 L) em dois diferentes pontos: no centro da cidade e na Universidade Federal de Lavras. Resultados da amostragem apresentaram valores médios,
ponderados pelo volume, de pH, alcalinidade, ácido carbônico, nitrato, amônio e sulfato, respectivamente, para amostras coletadas no centro e na Universidade Federal de Lavras, iguais a 6,5 e 6,9, 37,3 e 76,2 ?eq L-1, 173,0 e 133,6 ?eq L-1, 3,8 e 4,6 ?eq L-1, 21,2 e 16,7 ?eq L-1, 42,8 e 43,0 ?eq L-1. Nesse período houve um aporte médio de 3,67 kg ha-1 de NO3-, 4,82 kg ha-1 de NH4 + e 58,19 kg ha-1 de SO4 2-. As maiores concentrações de amônio, sulfato e acidez carbônica foram encontradas no centro da cidade, provavelmente pela maior contribuição da poluição gerada pelos automóveis. Fato que contribui para os menores valores de pH observados no mesmo local. No entanto, com base nos valores médios de pH observados e classificados como normais, as chuvas incidentes na região não apresentaram riscos imediatos de acidificação ambiental. 
Palavras-chave: poluição do ar; aporte de nutrientes; pH; qualidade de água. 

 

 

352 visualizações   125 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014