Publicações
Clique para ampliar...

RBRH
Revista Brasileira de Recursos Hídricos
Brazilian Journal of Water Resources

ISSN 2318-0331

VOLUME. 20 - Nº. 1 - JAN/MAR - 2015
ARTIGO
Recuperação de córregos urbanos através do controle de cargas pontuais e Difusas. Córrego Ibiraporã, SP
Resumo:
Com a consolidação do saneamento em algumas bacias em núcleos urbanos, um novo desafio surge, o da recuperação dos corpos d-água presentes nelas, mas o que a princípio parecia ser uma consequência do processo, na realidade se mostra uma tarefa muito mais complexa. Muito se diz a respeito da despoluição dos corpos d-água através da eliminação da carga pontual, mas o que se observa na prática é que mesmo diante do controle das cargas pontuais os corpos d-água continuam poluídos diante da não observância da existência da carga difusa. O programa -Córrego Limpo- enfrenta um grande desafio no seu propósito de despoluição dos córregos urbanos em pequenas bacias no município de São Paulo, uma vez que mesmo livres da carga pontual, tais corpos ainda estão sobre influência da carga difusa. A notória melhoria na qualidade dos corpos d-água pertencentes ao programa é ainda mais efetiva nas bacias onde há aplicação da gestão integrada, que prevê o envolvimento da população no processo. Tais ferramentas de gestão são integrantes das conhecidas BMP-s (Best Management Practices), que resultam na redução do potencial poluidor da bacia, tornando mais efetivo o processo de despoluição. A fim de avaliar o processo de despoluição de corpos d-água em áreas urbanas, este estudo avaliou a evolução de um dos corpos d-água pertencente ao programa de despoluição -Córrego Limpo-, o Córrego Ibiraporã. 
Palavras-chave: Controle da poluição hídrica. Córregos urbanos. Poluição difusa. 

 

 

614 visualizações   345 downloads     Contabilizado a partir de 10/08/2014